Domingo, 6 de Novembro de 2016

ECOLOGIA COSMOCENA - Prof. Dr. Vilmar Alves Pereira - PPGEA-FURG

 

 

 

publicado por jondisonrodrigues às 23:43

link do post | comentar | favorito

Tapajós , Um Rio de Ouro Soja...

 

 

 

publicado por jondisonrodrigues às 23:39

link do post | comentar | favorito
Domingo, 24 de Janeiro de 2016

V Congresso Brasileiro de Educação Ambiental Aplicada e Gestão Territorial

V Congresso Brasileiro de Educação Ambiental Aplicada e Gestão Territorial será sediado na Universidade Federal do Ceará, Departamento de Geografia, campus do Pici em Fortaleza. Objetiva promover debates e trocas de experiências acadêmicas a nível nacional, buscando contribuir com a difusão de ideias e trabalhos que buscam a construção de uma sociedade mais sustentável. Assim, trata-se de um momento singular no contexto nacional, com espaços destinados a discussão e intercâmbio de conhecimentos atrelados a temas relacionados com o evento que será constituído por um conjunto de palestras, minicursos e apresentação de trabalhos por acadêmicos, técnicos o que propiciará uma troca maior de conhecimentos entre os participantes do congresso. Este evento envolve parcerias entre a Universidade Federal do Ceará - UFC (Programa de Pós-Graduação em Geografia - PPGe e Programa de Desenvolvimento e Meio Ambiente - PRODEMA), 13 universidades públicas brasileiras e uma estrangeira (Cuba), incluindo seus respectivos programas de graduação e pós-graduação e grupos de pesquisa.

 08 a 11 de Junho de 2016

Eixos Temáticos

  • Área1 - Educação ambiental aplicada      

Eixo 1: Educação ambiental, sustentabilidade e gestão comunitária.

Eixo 2: Educação Patrimonial e cultura afrobrasileira e indígena.

Eixo 3: Ecopedagogia na educação formal e informal.

  • Área 2 – Gestão territorial em escala local e regional

Eixo 4: Sociobiodiversidade e biotecnologias alternativas.

Eixo 5: Bacias hidrográficas: planejamento e gestão ambiental.

Eixo 6: Planos diretores e políticas culturais e territoriais.

  • Área 3 – Cartografia social na representação de conflitos territoriais

Eixo 7: Territórios, populações tradicionais e conflitos sociais.

Eixo 8: Geotecnologias aplicadas à gestão ambiental participativa.

Eixo 9: Cartografia temática aplicada em áreas de risco.



Leia mais: http://congressoambiental.webnode.com/

publicado por jondisonrodrigues às 17:00

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 10 de Dezembro de 2015

Revista Sociedade & Natureza, v.27, n.2, 2015

Sociedade & Natureza

versão On-line ISSN 1982-4513

 

 

Sumário
Soc. nat. vol.27 no.2 Uberlândia mai./ago. 2015

 Artigos

 

 

 

·  HUMBOLDT ENTRE A FILOSOFIA DA NATUREZA E A CIÊNCIA MODERNA
Brito, Thiago

        · resumo em Português | Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )

 

 

 

·  COMPENSAÇÃO AMBIENTAL: DA CONTRADIÇÃO À VALORAÇÃO DO MEIO AMBIENTE NO BRASIL
Fonseca, Rafael de Oliveira

        · resumo em Português | Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )

 

 

 

·  ÁREAS PROTEGIDAS E AMBIENTES URBANOS: NOVOS SIGNIFICADOS E TRANSFORMAÇÕES ASSOCIADOS AO FENÔMENO DA URBANIZAÇÃO EXTENSIVA
Sancho, AltairDeus, José Antonio Souza de

        · resumo em Português | Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )

publicado por jondisonrodrigues às 02:20

link do post | comentar | favorito

Revista Sustentabilidade em Debate, v. 6, n. 2 (2015)

Revista Sustentabilidade em Debate, v. 6, n. 2 (2015)

DOI: http://dx.doi.org/10.18472%2FSustDeb.v6n2.2015

Edição completa

Ver ou baixar a edição completa

PDF

 

Sumário

Páginas Iniciais

Expediente SeD

PDF

SeD SeD

 

 

Conselho Editorial

PDF

SeD SeD

 

Sumário

Sumário

PDF

SeD SeD

 

Editorial

Um maior reconhecimento do debate sobre sustentabilidade

PDF

Gabriela Litre, Melissa Curi, José Augusto Drummond, Marcel Bursztyn

8 - 13

Dossiê

Governança e Políticas Públicas no Antropoceno

PDF

Andrei Cechin, Cristiane Barreto

14 - 16

 

A Fronteira do Gado e a Melinis Minutiflora P. Beauv. (POACEAE): A História Ambiental e as Paisagens Campestres do Cerrado Goiano no Século XIX

PDF

Sandro Dutra Silva, Rosimeire Mateus, Vivian Braz, Josana Peixoto

17 - 32

 

Entre a Especialização Produtiva e a Agroecologia: Estratégias de Reprodução Social de Agricultores familiares da Região Extremo Oeste Catarinense

PDF

Adinor José Capellesso, Ademir Antonio Cazella

33 - 50

 

Participação nos Projetos de MDL em Aterros Sanitários na Região Metropolitana de São Paulo

PDF

Silvia Stuchi Cruz, Sônia Regina Paulino, Delhi Teresa Paiva

51 - 72

 

“O Peixe Morre pela Boca”: Como os Consumidores Entendem os Riscos dos Agrotóxicos e dos Transgênicos na Alimentação

PDF

Flavia Galindo, Fatima Portilho

73 - 87

 

A logística reversa de resíduos eletroeletrônicos no Brasil e no mundo: o desafio da desarticulação dos atores

PDF

Lindsay Teixeira Sant'Anna, Rosa Teresa Moreira Machado, Mozar José de Brito

88 - 105

 

Diversidade de Respostas Locais a Projetos de Conservação e Desenvolvimento Integrados

PDF

Rafael Eichemberger Ummus

106 - 121

Debate

Pesquisa científica, conhecimento tradicional e indústria: perspectivas e limites do marco legal da biodiversidade

PDF

Andrei Cechin, Cristiane Gomes Barreto

122 - 132

Entrevista

No plano ambiental o Brasil é um major player na cena global: entrevista com José Augusto Pádua

PDF

José Augusto Drummond, Gabriela Litre

133 - 137

Artigos

Sistemas de Indicadores de Sustentabilidade Urbana: Os desafios do processo de Mensuração, Análise e Monitoramento

PDF

Maria de Fátima Martins, Gesinaldo Ataíde Cândido

138 - 154

 

Análise das Práticas Ambientais em Atividade de Inovação de Produtos e Processos

PDF

Vanessa Theis, Dusan Schreiber

155 - 170

 

Exploração Mineral de Areia e Meio Ambiente Ecologicamente Equilibrado: É possível conciliar?

PDF

ERITON GERALDO VIEIRA, Elcio Nacur Rezende

171 - 192

 

Panorama da Sustentabilidade na Fronteira Agrícola de Bioenergia na Amazônia

PDF

Wanja Janayna de Miranda Lameira, Ima Célia Guimarães Vieira, Peter Mann de Toledo

193 - 210

 

Uma Contribuição ao Conhecimento da História de Criação das Unidades de Conservação do Amapá – Amazônia Brasileira

PDF

Marco Antonio Chagas

211 - 227

 

As Monoculturas e a Sustentabilidade: Análises de três Regiões do Brasil

PDF

RAIFRAN ABIDIMAR DE CASTRO, EDNA MARIA RAMOS DE CASTRO

228 - 248

 

Sustentabilidad como Elección Colectiva

PDF (ESPAÑOL)

Fabio Arias, Melissa Quintero

249 - 259

 

Decolonizing social sciences in Suriname: a strategic view in favor of regionalism

PDF (ENGLISH)

Jack K Menke, Henk E Menke

260 - 275

Resenhas

Cidades e mudanças climáticas (C3 studies): um novo campo interdisciplinar de pesquisa no Brasil

PDF

Douglas Sathler

276 - 279

 

O Programa Fome Zero sob Foco

PDF

James Augusto Pires Tiburcio

280 - 282

 

As diferentes facetas da gestão territorial das Terras Indígenas no Brasil: semelhanças e contrapontos

PDF

Marília Gabriela Rezende

283 - 285

 

Uma nação que não amava a natureza

PDF

Janaina Zito Lolsada

286 - 289

 

A crise mundial da biodiversidade: o papel dos humanos na sexta grande extinção em massa

PDF

Vivian Braz

290 - 293

 

Unidades de Conservação: a meta síntese da política pública ambiental brasileira

PDF

Alexandre Resende Tofeti

294 - 296

 

A grande ruptura que transformará a economia global

PDF

Sergio Jatoba

297 - 299

 

Refazendas institucionais: costuras para lidar com o temperamento da água

PDF

Pablo Pimentel Pessoa

300 - 302

 

Não fume, faça exercícios e limite a ingestão de álcool, sal e açúcar: o que de novo podemos aprender com a estranha etnologia de Diamond?

PDF

andrei cechin

303 - 306

Galeria

O cartum como janela de acesso ao conhecimento científico

PDF

Ana Paula Soares Veiga

307 - 325

publicado por jondisonrodrigues às 02:15

link do post | comentar | favorito

Revista Estudos Avançados, v.29 n..84, 2015

Estudos Avançados
versão On-line ISSN 1806-9592

 

 

Sumário
Estud. av. vol.29 no.84 São Paulo maio/ago. 2015

Editorial
Bosi, Alfredo

        · texto em Português     · Português ( pdf epdf )
   
 Água
   
  ·  Crise de abastecimento de água em São Paulo e falta de planejamento estratégico
Côrtes, Pedro Luiz; Torrente, Mauro; Pinto Alves Pinto, Ailton; Ruiz, Mauro Silva; Dias, António José Guerner; Rodrigues, Rosely

        · resumo em Português | Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )
   
  ·  Crise hídrica na Macrometrópole Paulista e respostas da sociedade civil
Jacobi, Pedro Roberto; Cibim, Juliana; Leão, Renata de Souza

        · resumo em Português | Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )
   
  ·  Crise hídrica e energia: conflitos no uso múltiplo das águas
Galvão, Jucilene; Bermann, Célio

        · resumo em Português | Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )
   
  ·  Uma nova cidade para as águas urbanas
Anelli, Renato Luiz Sobral

        · resumo em Português | Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )
   
  ·  Árvores urbanas em São Paulo: planejamento, economia e água
Buckeridge, Marcos

        · resumo em Português | Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )
   
  ·  Água: a escolha da ciência
Automare, Marcio Miguel

        · resumo em Português | Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )
   
  ·  Conflitos pela água em tempos de seca no Baixo Jaguaribe, Estado do Ceará
Pereira, Guilherme Reis; Cuellar, Miguel Dragomir Zanic

        · resumo em Português | Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )
   
  ·  Água e saúde: bens públicos da humanidade
Carvalheiro, José da Rocha

        · resumo em Português | Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )
   
  ·  Funções eco-hidrológicas das florestas nativas e o Código Florestal
Tambosi, Leandro Reverberi; Vidal, Mariana Morais; Ferraz, Silvio Frosini de Barros; Metzger, Jean Paul

        · resumo em Português | Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )
   
  ·  O estatuto jurídico das águas no Brasil
Aith, Fernando Mussa Abujamra; Rothbarth, Renata

        · resumo em Português | Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )
   
  ·  A formação dos conhecimentos em recursos hídricos e aplicações em tomadas de decisões
Campos, José Nilson B.; Campos, Vanessa Ribeiro

        · resumo em Português | Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )
publicado por jondisonrodrigues às 02:11

link do post | comentar | favorito

Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, V. 32, N. 2 (2015)

Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental,

V. 32, N. 2 (2015)

SUMÁRIO

EDITORIAL

Editorial

Vilmar Alves Pereira

PDF

1-6

ARTIGOS

Instrumentos legais de prevenção de impactos ambientais na zona costeira: estratégias integradas de gestão territorial
Legal instruments for prevention of environmental impacts on coastal zone

Janilci Serra Silva, Marcelino Silva Farias Filho

PDF

7-25

 

Preservação ambiental e desenvolvimento: percepção de moradores da comunidade de Praia dos Castelhanos, em Anchieta – ES, sobre o Projeto Tamar

Guilherme Dias Araújo, Alysson Rodrigo Fonseca, Ana Paula Martins Fonseca

PDF

26-43

 

Verdade ou mito? As contribuições do encontro entre Theodor Adorno e Gregory Bateson para as epistemologias ecológicas
Truth or myth? The contributions of the meeting between Theodor Adorno and Gregory Bateson to the ecological epistemologies

Pedro Savi Neto

PDF

44-60

 

Educação ambiental em parque estadual: o projeto Saneamento e Cidadania da Companhia de Saneamento do Pará (COSANPA)
Environmental education at the state park: the project Sanitation and Citizenship of the Companhia de Saneamento do Pará (COSANPA)

José Bittencourt da Silva

PDF

61-74

 

Para além da “comida-mercadoria”: reflexões a partir da educação ambiental crítico-transformadora
Beyond “food as goods”: reflections based on critical-transforming environmental education

Andreisa Damo, Elisabeth Brandão Schmidt, Pablo Àngel Meira Cartea

PDF

75-94

 

As condições que permitiram a emergência dos discursos ambientalistas no Brasil 
The conditions that allowed the emergence of environmental discourse in Brazil

Rubênia Pereira Magalhaes, Luiz Artur dos Santos Cestari

PDF

95-112

 

Educação ambiental entre brincadeiras com os Mascarados do Congo nas oficinas culturais com cotidianos escolares
Environmental education using plays with Mascarados do Congo in cultural workshops with school everyday

Andreia Teixeira Ramos, Martha Ferreira Tristão

PDF

113-128

 

Concepções de ética e de solidariedade: anúncios de uma epistemologia da complexidade para a educação ambiental
Concepts of ethics and sympathy: signs of the epistemology of complexity for environmental education

Luciana Roso Arrial, Humberto Calloni

PDF

129-142

SEÇÃO ESPECIAL: XV ENCONTRO PARANAENSE DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL - EPEA

Novos desafios para a educação ambiental: vulnerabilidade e resiliência social em face dos estragos da mudança climática. Um projeto em municípios de alto risco no estado de Veracruz, México.

Edgar Javier González Gaudiano, Ana Lucia Maldonado González, Gloria Elena Cruz Sánchez, Sandra Luz Mesa Ortiz, Luis Mario Méndez Andrade

PDF

143-158

 

Educação Ambiental e Epistemologia Crítica

Carlos Frederico B. Loureiro

PDF

159-176

 

A crise nos fundamentos da Educação Ambiental: motivações para um pensamento pós-metafísico

Vilmar Alves Pereira, Jacqueline Carrilho Eichenberger, Lisiane Costa Claro

PDF

177-205

 

A interpretação e explicitação de conflitos do ensino e da política de sustentabilidade na universidade

Aloisio Ruscheinsky, Patrick Deconto Pelicciolli, Diandra dos Santos de Andrade, Géssica Carneiro da Rosa

PDF

206-225

 

Desafios aos educadores ambientais em tempos de crises

Antonio Fernando Silveira Guerra, Vanessa Cristina Bauer

PDF

226-243

 

Educação Ambiental na preservação de patrimônios culturais: relato de experiência na formação inicial e continuada de professores

Marquiana de Freitas Vilas Boas Gomes, Cecilia Haureko

PDF

244-265

 

Desafios aos educadores ambientais em tempos de crises

Marília Andrade Torales Campos

PDF

266-282

 

Problemáticas da Educação Ambiental no Brasil: elementos para a reflexão

Jorge Sobral da Silva Maia

PDF

283-298

 

Ambientalização e sustentabilidade nas universidades em debate

Irene Carniatto, Adriana Steding

PDF

299-318

 

Ambientalização e sustentabilidade no Centro Universitário de Brusque: um processo em construção

Mara Lúcia Figueiredo, Antonio Fernando Silveira Guerra, Márcia Maria Junkes, Raquel Fabiane Mafra Orsi

PDF

319-338

 

Politica de educação ambiental do Paraná e seus desafios

Maria Arlete Rosa, Irene Carniatto

PDF

339-360

publicado por jondisonrodrigues às 02:07

link do post | comentar | favorito

Revista Ambiente & Sociedade

Ambiente & Sociedade
versão On-line ISSN 1809-4422

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_issuetoc&pid=1414-753X20150002&lng=pt&nrm=iso

Sumário
Ambient. soc. vol.18 no.2 São Paulo abr./jun. 2015

Editorial

· ANPPAS


· texto em Português | Inglês · Português ( pdf epdf ) | Inglês ( pdf epdf )

Artigos

· Participação democrática na gestão dos bens naturais comuns e populações nativas no Litoral Sul do Paraná
Mellinger, Larissa; Floriani, Dimas

· resumo em Português | Inglês | Espanhol · texto em Português | Inglês · Português ( pdf epdf ) | Inglês ( pdf epdf )

· Indigenous people, socio-environmental conflict and post-development in Latin America
de la Cuadra, Fernando

· resumo em Português | Inglês | Espanhol · texto em Inglês | Espanhol · Inglês ( pdf epdf ) | Espanhol ( pdf epdf )

· (Des) acordos quanto ao uso dos recursos naturais em um contexto de transformação fundiária em Sergipe
Mota, Dalva Maria da; Schmitz, Heribert; Silva Júnior, Amintas da

· resumo em Português | Inglês | Espanhol · texto em Português | Inglês · Português ( pdf epdf ) | Inglês ( pdf epdf )

· O Programa "Municípios Verdes": Estratégias de revalorização do espaço em municípios paraenses
COSTA, Jodival Mauricio da; FLEURY, Marie-Françoise

· resumo em Português | Inglês | Espanhol · texto em Português | Inglês · Português ( pdf epdf ) | Inglês ( pdf epdf )

· "O suor marca a terra": trabalho, direito e território quilombola na Ilha do Marajó, Pará
Cardoso, Luis Fernando Cardoso e

· resumo em Português | Inglês | Espanhol · texto em Português | Inglês · Português ( pdf epdf ) | Inglês ( pdf epdf )

· Conflitos sociais em tempos de ambientalismo: direito vivo à terra em assentamentos com enfoque conservacionista
Mendes, Josilene Ferreira; Porro, Noemi S. Miyasaka

· resumo em Português | Inglês | Espanhol · texto em Português | Inglês · Português ( pdf epdf ) | Inglês ( pdf epdf )

· Perspectivas Kaingang sobre o direito territorial e ambiental no sul do Brasil
Fernandes, Ricardo Cid; Piovezana, Leonel

· resumo em Português | Inglês | Espanhol · texto em Português | Inglês · Português ( pdf epdf ) | Inglês ( pdf epdf )

· Conflitos Socioambientais: O direito ambiental como legitimador da atuação do Estado no Jardim Icaraí, Curitiba
Lima, Rosirene Martins; Shiraishi Neto, Joaquim

· resumo em Português | Inglês | Espanhol · texto em Português | Inglês · Português ( pdf epdf ) | Inglês ( pdf epdf )

· Ulrich Beck: considerações sobre sua contribuição para os estudos em Ambiente e Sociedade e desafios
Bosco, Estevão; Di Giulio, Gabriela Marques

· resumo em Português | Inglês | Espanhol · texto em Português | Inglês · Português ( pdf epdf ) | Inglês ( pdf epdf )

Resenha

· A modernidade insustentável. As críticas do ambientalismo à sociedade contemporânea, de Héctor Ricardo Leis
Florit, Luciano Félix

· texto em Português | Inglês · Português ( pdf epdf ) | Inglês ( pdf epdf )
publicado por jondisonrodrigues às 02:02

link do post | comentar | favorito
Sábado, 10 de Outubro de 2015

VII EDEA - Encontro e Diálogos com a Educação Ambiental.

VII EDEA - Encontro e Diálogos com a Educação Ambiental

A comissão organizadora informa que foram prorrogadas até o dia 20 de outubro as inscrições de trabalho para o VII EDEA - Encontro e Diálogos com a Educação Ambiental, evento que ocorrerá na FURG nos dias 25, 26 e 27  de Novembro.
Além das apresentações de trabalho, ocorrerão diversas palestras com pesquisadores do Brasil e de outros países da América Latina.

A comissão solicita que as inscrições sejam feitas o quanto antes, pois não haverá nova prorrogação de data.

Mais informações no link Inscrições e Envio de Trabalhos

publicado por jondisonrodrigues às 17:17

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 5 de Outubro de 2015

Revista INTERdisciplina - SUSTENTABILIDAD

Revista INTERdisciplina

 

Link:http://www.revistas.unam.mx/index.php/inter/issue/view/4093/showToc

Tabla de contenidos

Número completo

Número completo

PDF

 

 

Directorio

Directorio

PDF

 

 

Contenido

Contenido

PDF

 

 

 

Contents / Articles published online in their original language

PDF

 

 

Presentación

Presentación

PDF

 

 

Presentation

Presentation

PDF

Redacción CEIICH

 

Editorial

La sustentabilidad en el siglo XXI

PDF

Gian Carlo Delgado Ramos, Mireya Imaz Gispert, Ana Beristain Aguirre

 

Editorial

Sustainability in the Twenty-first Century

PDF

Gian Carlo Delgado Ramos, Mireya Imaz Gispert, Ana Beristain Aguirre

 

Dossier

¿De qué hablamos cuando hablamos de sustentabilidad? Una propuesta ecológico política

PDF

Víctor M. Toledo

 

 

Ecología política del extractivismo y justicia socio-ambiental

PDF

Joan Martínez Alier

 

 

Defensa de la sustentabilidad en África contra el extractivismo

PDF

Patrick Bond

 

 

African Sustainability Advocacy Against Extractivism

PDF

Patrick Bond

 

 

La sustentabilidad con justicia ecológica y económica en China

PDF

Lau Kin Chi

 

 

Sustainability with Ecological and Economic Justice in China

PDF

Lau Kin Chi

 

 

La sustentabilidad, rehén de la globalización y la fragmentación de la biosfera

PDF

Sergio Guevara Sada

 

 

Teledetección del uso sustentable de tierra rural-urbana en la Ciudad de México: un análisis cualitativo para la confiabilidad y validación

PDF

Juan Miguel Rodríguez López, Pablo Rosso, Jürgen Scheffran, Gian Carlo Delgado Ramos

 

 

Remote Sensing of Sustainable Rural-Urban Land Use in Mexico City: A Qualitative Analysis for Reliability and Validity

PDF

Juan Miguel Rodríguez López, Pablo Rosso, Jürgen Scheffran, Gian Carlo Delgado Ramos

 

 

Ecotecnología y sustentabilidad: una aproximación para el Sur global

PDF

Jorge Adrián Ortiz Moreno, Sandra Luz Malagón García, Omar Raúl Masera Cerutti

 

 

Sustentabilidad de la acuicultura en México: perspectivas desde un caso de estudio en la Costa Chica de Oaxaca

PDF

David E. Chibras Guillermo

 

 

Decrecimiento, post-desarrollo y transiciones: una conversación preliminar

PDF

Arturo Escobar

 

 

Degrowth, Postdevelopment and Transitions: A Preliminary Conversation

PDF

Arturo Escobar

 

Voces Cardinales

La interdisciplinariedad, consustancial al desarrollo sustentable

PDF

Redacción CEIICH

 

Lecturas Recomendadas

Lecturas Recomendadas

PDF

Redacción CEIICH

 

Reseñas

Reseña

PDF

Fabrizio Trocchia

 

Colaboran en este número

Colaboran en este número

 

 

 

Instructivo para autores

Instructivo para autores

PDF

Redacción CEIICH

 

 

Guidance for authors

PDF

Redacción CEIICH

 

 

publicado por jondisonrodrigues às 14:12

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 3 de Agosto de 2015

blog de Eduardo Gudynas

Blog de Eduardo Gudynas (Acción e Reacción) busca "comentar y discutir la sucesión de acciones y reacciones en las que estamos inmersos, bajo la perspectiva del desarrollo sostenible".

Link para o Blog: http://accionyreaccion.com/

publicado por jondisonrodrigues às 02:16

link do post | comentar | favorito

Estado, capitalismo y naturaleza. La expansión del «mercado de las catástrofes»

Estado, capitalismo y naturaleza. La expansión del «mercado de las catástrofes»

En las últimas décadas asistimos a una creciente securitización de los riesgos de catástrofes. Esta situación ha reconfigurado las tradicionales y estrechas relaciones entre capitalismo, Estado y naturaleza, en un contexto de crisis fiscal que se vuelve cada vez más estructural. Esta crisis fiscal lleva a los Estados a tener que financiarizar cada vez más los seguros contra riesgos climáticos, mediante procesos de titulización que representan una alternativa a los impuestos y la solidaridad nacional. De este modo, los Estados habilitan nuevas formas de financiarización de la vida que alcanzan a las poblaciones más pobres del planeta.

Extraído de: http://nuso.org/revista/252/capitalismo-clima-y-conflictos/

publicado por jondisonrodrigues às 02:13

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 5 de Junho de 2015

Remoção forçada de ribeirinhos por Belo Monte provoca tragédia social em Altamira

Durante 2 dias de inspeção, várias instituições constataram violação sistemática de direitos assegurados na Constituição, nas leis e no licenciamento da usina

No próximo dia 13 de junho não vai haver a tradicional festa de Santo Antônio, na Comunidade Santo Antônio, que existia desde a década de 70, entre a rodovia Transamazônica e o rio Xingu, em Altamira, no oeste do Pará. Não há mais a comunidade, uma das primeiras a ser dissolvida porque ficava no caminho da usina de Belo Monte. As 252 casas foram demolidas e os moradores, agricultores e pescadores que levavam o modo de vida tradicional das comunidades rurais da Amazônia, transferidos para cidades da região, longe do rio Xingu. Onde ficava o campo de futebol da comunidade, há hoje um estacionamento para os funcionários da Norte Energia e do Consórcio Construtor de Belo Monte.

“A destruição do modo de vida ribeirinho e a transformação compulsória de populações tradicionais que sempre tiraram o sustento do rio e da terra em moradores desempregados e subempregados da periferia de Altamira é prova definitiva de que as regras do licenciamento da usina, maior obra civil promovida pelo governo federal, não estão sendo cumpridas”, afirma a procuradora da República Thais Santi. Após receber dezenas de denúncias de ribeirinhos no escritório do Ministério Público Federal (MPF) em Altamira, a procuradora decidiu convocar várias instituições para fazerem uma inspeção nas áreas atingidas pela usina e verem pessoalmente a tragédia social provocada na região. A inspeção ocorreu nos dias 1 e 2 de junho e constatou a dissolução de famílias, a destruição de comunidades tradicionais e a impossibilidade de que os atingidos possam reconstruir suas vidas após a remoção.

“Não foram só as máquinas chegarem e derrubarem as casas, foi a destruição dos nossos sonhos, dos vínculos de amizade. Para a Norte Energia não existe direito. Eu olho para um lado e não vejo mais meu filho, olho para o outro e não está mais o meu compadre, olho para frente e não tem mais o agente de saúde, nem o vizinho que rezava”, disse o pescador Hélio Alves da Silva, um dos moradores de Santo Antônio, a comunidade dissolvida há 3 anos. Todos os moradores perderam seu sustento e não tem mais como pescar nem plantar. Hélio mora em Altamira, em um bairro muito distante do centro e vive de bicos, como pedreiro, nas cidades vizinhas.

“Se eu não tivesse aprendido a ser pedreiro, estava passando fome. Não tem ninguém para quem a vida tenha melhorado. Todos nós estamos impedidos de pescar”. A afirmação de Hélio foi repetida por todos os ribeirinhos visitados pela equipe de inspeção, que foi coordenada pelo MPF e incluiu representantes do Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente), Funai (Fundação Nacional do Índio), CNDH (Conselho Nacional de Direitos Humanos), ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade), DPU (Defensoria Pública da União) e DPE (Defensoria Pública do Estado), além de vários pesquisadores, entre eles Mauro Almeida, da Unicamp, Manoela Carneiro da Cunha, da USP e Sônia Magalhães, da UFPA.

Durante dois dias, os grupos de inspeção visitaram 15 ilhas e beiradões do Xingu tomando o depoimento de pescadores e ribeirinhos. Também foram até os locais para onde essas pessoas estão sendo removidas e para áreas onde a empresa diz haver projetos de reassentamento coletivo, mas até agora nada foi construído. A conclusão da inspeção é taxativa: os direitos constitucionais das populações tradicionais do Xingu estão sendo frontalmente violados pela empresa e é necessário readequar as remoções para que cumpram o licenciamento e o Projeto Básico Ambiental de Belo Monte, assegurando os direitos dos ribeirinhos.

A violação já foi reconhecida oficialmente pelo Ibama em nota técnica enviada à Norte Energia. “A condição do atingido não deve ser observada do ponto de vista unicamente territorial e patrimonialista, e sim reconhecer uma situação onde prevalece a identificação e o reconhecimento de direitos e de seus detentores, evoluindo significativamente na amplitude com que procura assegurar a recomposição, e mesmo melhoria, das condições de vida das populações afetadas”, diz a nota.

Dona Maria Luiza Moreira é chamada pelos vizinhos de Cláudia e mora desde criança na Ilha Moriá, alguns quilômetros rio acima de Altamira. Sempre foi agricultora e pescadora. A ilha será alagada pelo reservatório de Belo Monte e a Norte Energia foi até o local avisar que ela teria que sair de lá e teria a casa demolida. Analfabeta e sem nenhuma assistência jurídica, assinou um documento em que constavam três opções de remoção: a indenização de benfeitorias, o reassentamento rural coletivo e o reassentamento rural individual. Mas a ela só foi dada uma opção, a indenização por benfeitorias. De acordo com a empresa, a ilha onde Cláudia sempre viveu e pescou não era local de moradia nem trabalho, era apenas de lazer. Pela roça, pela casa e pela terra, recebeu R$ 9 mil. Ao Xingu, não tem mais acesso.

Ela foi obrigada a trabalhar como faxineira e lavadeira em Altamira, mas não se conforma. Durante a inspeção, mostrou seu lugar e disse “que seria bom se me dessem uma terra para eu levar a vida que eu sempre levei, porque eu nasci e fui criada assim, onde tem muita água”. “Lá pra rua (é assim que os ribeirinhos se referem à cidade) eu já não gosto”. Na casa onde a Norte Energia a colocou, no reassentamento urbano Jatobá, há problemas de abastecimento de água. Ela relatou passar até uma semana sem água. A inspeção visitou dona Cláudia no dia 2 de junho. Hoje (3) a casa dela foi demolida pela Norte Energia.

O pescador José Arnaldo da Costa Pereira recebeu R$ 24 mil por tudo que conquistou em uma vida de trabalho. Mas não é a quantia irrisória que o incomoda. “Tiram a gente do sossego da gente, onde a gente tem nossos pés de macaxeira, nossas galinhas, onde nasceu e criou os filhos para mandar a gente pra cidade e ficar naquela zoada, com ladrão para todo lado. Eu sou pescador e não tenho de onde tirar meu sustento a não ser no rio”, disse à equipe de inspeção.

No beiradão chamado Bom Jardim, Maria Carmina Souza da Silva e Antonio Carlos Souza da Silva vivem há 38 anos em um sítio com galinhas, pés de cupuaçu, cacau, acerola, laranja, limão. Na roça plantam arroz, feijão, milho, mandioca. No rio pescam piau, matrinchã, curimatã, pescada e pacu. Segundo a Norte Energia, o sítio vai ser alagado e eles terão que se mudar para a beira de uma estrada. Como não foram considerados pela empresa merecedores de uma casa, receberam uma indenização que teve que ser dividida entre os irmãos e a parcela deles não é suficiente para comprar um terreno.

Além da retirada da casa e do sustento dos pescadores e ribeirinhos, existem situações não reconhecidas de dupla moradia, de moradores dos rios da região que sempre mantiveram casa em Altamira para resolver questões na cidade. São extrativistas de vários locais que foram obrigados a optar entre uma casa ou outra, apesar de ambas serem de propriedade deles. “Quando você diz para um pescador que ele tem que escolher entre ser rural e ser urbano, você está dizendo qual parte dele ele vai abrir mão, o que implica em deixar de ser pescador”, diz a procuradora Thais Santi. A casa na cidade faz parte das posses das famílias ribeirinhas e é necessária para acessar equipamentos públicos, para que os filhos estudem, para a venda dos produtos da terra e do rio.

“O conceito de moradia aplicado pela Norte Energia está desassociado da realidade da região. A realidade da região não foi estudada, não está sendo respeitada e com isso está se tolhendo as pessoas de continuarem sendo pescadores. Como pode, a um pescador que nasceu e cresceu no rio e quer continuar sendo pescador, vocês darem a opção de morar na Transamazônica? Não existe nenhuma oferta próxima ao rio”, questionou Santi.

“A situação que vimos, de pessoas humilhadas, violadas, afrontadas pelo empreendedor torna Belo Monte um dos piores exemplos de licenciamento de hidrelétricas no país. As violações que constatamos são até mais graves do que em usinas feitas durante a ditadura militar.Não se pode destruir o modo de vida de populações tradicionais, eliminar tradições, conhecimento tradicional e o sustento dessas pessoas ”, disse o procurador Felício Pontes Jr, que também participou da inspeção.

O resultado foi apresentado hoje (3) à Norte Energia em reunião com o superintendente de assuntos fundiários da empresa, Arlindo Miranda. “Nossa orientação é debater sempre, desde que não interfira na autonomia da empresa. Existem os interesses dos acionistas, então não temos autonomia para compor determinados compromissos”, disse. Um relatório consolidado da inspeção deve ser enviado aos órgãos do governo responsáveis pela usina até a semana que vem. Enquanto a situação não é corrigida, o MPF vai recomendar a suspensão das remoções de ribeirinhos.

 

Ministério Público Federal no Pará
Assessoria de Comunicação
(91) 3299-0148 / 3299-0177 / 98403.9943
ascom@prpa.mpf.gov.br
http://twitter.com/MPF_PA
http://www.facebook.com/MPFPara

publicado por jondisonrodrigues às 15:01

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 25 de Fevereiro de 2015

Artigo Educação Ambiental - Revista Gaia Scientia (UFPB), v.8, n1.

O papel da educação ambiental e dos intelectuais desse campo no Brasil: notas iniciais de uma discussão

Jondison Cardoso Rodrigues
http://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/gaia/article/view/18177/12692

 

Resumo

Desde a Rio-92 houve um crescimento substancial de ações de Educação Ambiental (EA) no Brasil, ligadas aos mais diversos espaços e agentes sociais. Um dos espaços que alcançaram um avanço significativo foi o acadêmico (universitário), sobretudo, por via de pesquisa. Esse é um panorama a se comemorar, já que é a oportunidade da EA construir seu estatuto científico e legitimar-se como temática. Em contrapartida têm-se percebido coesões da EA com o setor empresarial. Considerando essa questão, este artigo busca discutir criticamente (notas) sobre o papel da EA e dos “intelectuais” desse campo, no contexto de apoio a práticas socioambientais realizadas na área empresarial. Esse debate é relevante, pois vem se reproduzindo, dentro dos bancos acadêmicos brasileiros, defesas incondicionais à aproximação desses dois campos.

Palavras-chave

Educação Ambiental, Área empresarial, “Intelectuais”.

Texto completo: PDF

publicado por jondisonrodrigues às 18:59

link do post | comentar | favorito
Sábado, 14 de Fevereiro de 2015

O ÍNDICE DE DESEMPENHO AMBIENTAL DOS PORTOS BRASILEIROS: PANORAMA E ANÁLISE CRÍTICA

O ÍNDICE DE DESEMPENHO AMBIENTAL DOS PORTOS BRASILEIROS: PANORAMA E ANÁLISE CRÍTICA

RODRIGUES, J. C. . O índice de desempenho ambiental dos portos brasileiros: panorama e análise crítica. Revista Terceiro Incluído, v. 4, p. 44-65, 2014. Disponível em: http://www.revistas.ufg.br/index.php/teri/article/view/33943
 
RESUMO

O Índice de Desempenho Ambiental (IDA) dos portos brasileiros foi instituído por meio na Resolução nº 2650/ANTAQ-Agência Nacional de Transportes Aquaviários, no dia 26 de setembro de 2012. Essa Resolução disciplina os “instrumentos de acompanhamento e controle de gestão ambiental em instalações portuárias”, para avaliar por meio de indicadores, a eficiência e a qualidade da gestão ambiental. Além disso, essa Resolução vem disciplinar que para outorga para a construção, a exploração e a ampliação de terminal portuário é necessário a concessão de informações futuras relativas sobre a gestão, o monitoramento e a avaliação ambiental. Em virtude disso, o presente artigo possui dois objetivos: (1) identificar o panorama dos portos brasileiros com relação a esse índice; e, (2) analisar criticamente o IDA dos portos brasileiros. A análise se pauta na sociologia ambiental crítica. A abordagem de pesquisa é de cunho qualitativo.

publicado por jondisonrodrigues às 21:22

link do post | comentar | favorito

Edição 2014 - REVISTA TERCEIRO INCLUÍDO

REVISTA TERCEIRO INCLUÍDO

V. 4, N. 1 (2014)

CONEXÕES DO SABER: RISCO CLIMÁTICO; ENSINO DE ECOLOGIA; CONSERVAÇÃO DA ÁGUA E ADUBAÇÃO ORGÂNICA; EDUCAÇÃO E PSICOLOGIA

Disponível em: http://www.revistas.ufg.br/index.php/teri/issue/view/1560/showToc

Desertificação e gestão de riscos climáticos; Formigas, literatura e o ensino de ecologia; Conservação da água e adubação orgânica; Avaliação, Educação ambiental e Psicologia social.

SUMÁRIO

ARTIGOS

COMBATE À DESERTIFICAÇÃO E A COP DOS POBRES PDF
Darly Henriques da SILVA 1-23
A RELEVÂNCIA DA VIDA SOCIAL DAS FORMIGAS NA ESTRUTURAÇÃO DOS ECOSSISTEMAS TERRESTRES: CIÊNCIA E LITERATURA COMO PROPOSTA TRANSDISCIPLINAR DE CONSCIENTIZAÇÃO ECOLÓGICA PDF
Rodrigo MELLO 24-43
O ÍNDICE DE DESEMPENHO AMBIENTAL DOS PORTOS BRASILEIROS: PANORAMA E ANÁLISE CRÍTICA PDF
Jondison Cardoso RODRIGUES 44-65
CONSIDERAÇÕES TEÓRICAS SOBRE PRÁTICAS DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL NAS ESCOLAS BRASILEIRAS: CONCEITO, TRAJETÓRIA, INCLUSÃO E APLICAÇÃO PDF
Daiane Ferreira BATISTA, Mariana Crepaldi de PAULA 66-82
REDUÇÃO DE RISCOS DE DESASTRES. AS CONFERÊNCIAS REGIONAIS DA UNISDR EM 2014 E AS PERSPECTIVAS DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL EM CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS. PDF
Ronaldo Lyrio BORGO, Darly Henriques da SILVA 83-96
BARRAGEM SUBTERRÂNEA: TECNOLOGIA SUSTENTÁVEL DE CAPTAÇÃO, ARMAZENAMENTO DE ÁGUA E CONVÍVIO COM O SEMIÁRIDO PDF
Thiago Pereira de SOUSA SOUSA, Eduardo Pereira de SOUSA NETO, Luana Raposo de Sá SILVEIRA 97-103
QUANTIFICAÇÃO DE DESPERDÍCIO DE ÁGUA EM BEBEDOUROS DO CAMPUS IV DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA E A PERCEPÇÃO AMBIENTAL DA COMUNIDADE ACADÊMICA PDF
Mário Leno Martins VÉRAS, Samara Patrícia de OLIVEIRA, Edinete Nunes de MELO, Lunara de Sousa ALVES, Fabiana Xavier COSTA 104-115
“TODO ESTRANGEIRO PARA BRASILEIRO É CUBANO? ”: IDENTIDADE DE MÉDICAS DE CABO VERDE EM CUBA E NO BRASIL. PDF
Dirce Helene dos Santos SEQUEIRA, Deyseane Maria Araújo LIMA 116-134
ARBORIZAÇÃO COM PLANTAS FRUTÍFERAS EM UMA ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL PDF
Mário Leno Martins VÉRAS, Lunara de Sousa ALVES, Danila Lima de ARAÚJO, José Sebastião de MELO FILHO, Raimundo ANDRADE 135-143
EFEITO RESIDUAL DE SÓLIDOS ORGÂNICOS UTILIZANDO CASCA DE AMENDOIM E DOSES CRESCENTES DE AMÔNIA NO CULTIVO DA MAMONA BRS GABRIELA PDF
Fabiana Xavier COSTA, Luis Alberto Silva ALBUQUERQUE, Jair Clério ARAÚJO ARAÚJO, Leonardo Pereira SILVA, José Sebastião MELO FILHO 144-161

publicado por jondisonrodrigues às 21:20

link do post | comentar | favorito

-mais sobre mim

-pesquisar

 

-Novembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

-arquivos

-links

blogs SAPO